A. O que é a Programação Neurolinguística?

Podemos conceitualizar a Programação Neurolinguística (PNL) como sendo a arte e a técnica de produzir mudanças pessoais rápidas e definidas. O instrumental científico que tem permitido conhecer como trabalha a mente das pessoas que fazem coisas excepcionalmente bem e repassar estas estratégias e estruturas mentais a outras pessoas.

B. Como surgiu a Programação Neurolinguística?

As técnicas de PNL foram desenvolvidas com base nas observações que Richard Bandler e John Grinder fizeram em conjunto, na Universidade da Califórnia. Eles descobriram como pessoas consideradas vencedoras em sua área de atuação ultrapassavam os obstáculos que levam ao sucesso. E, a partir dessas observações, decodificaram a forma como estas pessoas elaboravam seus objetivos até conseguirem a solução desejada e como era estruturada a estratégia desse processo de pensamento. Concluíram, então, que os vencedores conseguiam superar limitações pessoais para potencializar suas qualidades e recursos intelectuais. E que os principais fatores que levavam estas pessoas ao topo eram a capacidade de tomar decisões e, principalmente, a habilidade para se comunicar. A partir dessas conclusões, Bandler e Grinder procuraram ensinar estes mesmos padrões a outras pessoas e descobriram que, mesmo não sendo modelos de excelência, poderiam copiar essas estratégias e alcançar o mesmo sucesso e resultados na vida profissional e pessoal. No início de suas investigações, Bandler e Grinder mostraram que o ser humano não opera diretamente no mundo em que vive, mas, cria modelos e "mapas desse mundo" que são usados para guiar seus comportamentos. Um dos modos específicos pelo qual as experiências individuais são representadas corresponde aos sistemas lingüísticos. Assim, a PNL trata fundamentalmente de estudar o tipo de linguagem empregada pela pessoa, suas distorções, omissões e demais peculiaridades para conhecer melhor a estrutura interna do funcionamento do cérebro humano.Todos os dias estamos submetidos às idéias expressas verbalmente e não verbalmente (através de gestos, posturas, etc.), as quais podem influir sobre nós, de maneira positiva ou negativa, formando assim, nosso modelo de mundo. Os pesquisadores "co-criadores" da PNL observam que os seres humanos estão estruturados nos seguintes níveis onde vivem: familiar, social, religioso, profissional, etc. e utilizam comportamentos para atuar nesses ambientes; e para isso precisam sentir-se capazes, pois, se assim não for não conseguirão se comportar adequadamente. Para termos capacidades é preciso acreditarmos e valorizarmos estas. E este sistema de crenças e valores forma e dar suporte a nossa identidade.

C. Como a Programação neurolinguística pode nos tornar mais eficientes em nível de comportamento?

Acima de nós existe o nível espiritual, que inclui todos os sistemas além da estrutura interna, começando pela família, a comunidade, o trabalho, etc., e chegando ao que cada um nominaliza de sua forma: Deus, Cosmos, Universo, Inteligência, Jeová, Cristo, etc. Poderíamos fazer um esquema assim: 1º ESPIRITUAL, 2º IDENTIDADE, 3º CRENÇAS, 4º CAPACIDADES e 5º CORPORTAMENTO. A PNL nos apresenta técnicas que possibilitam uma transformação de limitações em qualquer um desses níveis. E, quanto mais alinhados esses níveis estiverem, mais a pessoa se sente com bem estar, confiança, segurança, bom humor, tranqüilidade, harmonia, paz, saúde, prosperidade etc., e como conseqüência, aumenta sua possibilidade de evolução, conseguindo ficar mais atenta, presente, agindo, portanto, com mais consciência e eficiência em cada momento de sua vida.

rubiapcarvalho@ig.com.br - rubiaprado@oi.com.br
fones: (81) 3224-5524 - (81)3224-6715 - (81)87416715