1º O QUE É A TERAPIA FLORAL?

É o tratamento feito através de essências obtidas de flores silvestres que atuam diretamente no sistema emocional das pessoas permitindo que se corrijam as causas dos principais fatores de desequilíbrios nessa área.

As essências florais são preparadas a partir de uma infusão solar de flores em um recipiente com água, que é posteriormente diluída, potencializada e conservada em conhaque. Essas essências são de natureza vibracional, e embora se assemelhem a outros medicamentos apresentados em frascos ou em conta-gotas, elas não agem devido à composição química do líquido, e sim por causa das energias vitais provenientes da planta e contidas na matriz à base de água. Elas apresentam um poder sutil enquanto substâncias, pois incorporam os padrões energéticos específicos de cada flor, e ao serem tomadas entram em contato com nosso campo energético emocional, trazendo bem estar e equilíbrio.

2º COMO FUNCIONA ESTA TERAPIA?

A base das doenças está num desequilíbrio interno, resultante da desarmonização das energias provocadas por sentimentos negativos como medo, raiva, frustração, ansiedade, solidão, desinteresse, angústia, desesperança, depressão, e todos os outros sentimentos que levam ao sofrimento, por incapacidade objetiva de se lidar com eles. A partir daí surgem as neuroses, que, à medida que se estabelecem, começam a causar disfunções fisiológicas. Pois, a nossa homeostasia é influenciada diretamente pelos impulsos nervosos e pela conseqüente circulação dos diversos hormônios que são liberados de acordo com a qualidade de nossa interação com o meio ambiente.

Nossa capacidade de reorganização perante as agressões do meio externo e interno (nas auto-agressões) é surpreendente, mas possui um limite de tolerância, e quando esta é ultrapassada, surgem os primeiros sinais de desequilíbrio a nível mental, emocional, energético e físico. Quando se instala um processo doentio a nível físico é porque o conflito já extravasou do nível nervoso (mental) para o celular, através das sinapses etero-físicas. A atuação dos florais efetua-se exatamente neste nível sutil, harmonizando os sentimentos e equilibrado a nossa resposta na interação com o meio, auxiliando com isso o processo de cura.

Segundo os estudiosos do mecanismo de ação dos florais, essas essências são catalisadores que estimulam e energizam o processo de transformação interior, ao mesmo tempo em que nos deixam livres para desenvolvermos as nossas capacidades inatas. O melhor uso das essências se dá dentro de um contexto de desenvolvimento interior, que inclua auto-observação, o diálogo e o aconselhamento terapêutico. E, ao contrário das drogas psicotrópicas ou supressoras de sintomas, que podem criar dependência em longo prazo quando usadas para controlar condições emocionais crônicas , as essências florais nos ajudam a apreender as lições de toda enfermidade, enfrentar os desafios apresentados a nossa alma pela dor e sofrimento emocionais e físicos, estimulando mudanças duradouras na consciência, que continuarão a fazer parte de nossa vida mesmo depois de pararmos de tomar essas essências.

3º COMO SURGIU E HÁ QUANTO TEMPO A TERAPIA FLORAL VEM SENDO UTILIZADA?

A aplicação precisa das essências florais para tratar emoções e atitudes específicas foi desenvolvida pela primeira vez por um médico homeopata inglês, Dr. Edward Bach, na década de 1930.

No auge de sua carreira e por motivos de doença Bach retirou-se para floresta de Gales, onde em estreito contato com a natureza, sentiu as sutis propriedades curativas das flores, e produziu 38 essências obtidas das flores silvestres locais. Dr. Bach foi um pioneiro na compreensão do relacionamento entre as emoções e a saúde do corpo e da mente. E como ele explicou em sua obra Cura-te a ti mesmo, a doença é uma mensagem para mudarmos, uma oportunidade para tomarmos consciência das nossas imperfeições e para aprendermos as lições da vida, de modo a podermos cumprir melhor nosso verdadeiro destino.

Pesquisadores de várias partes do mundo, seguindo os passos de Bach, desenvolveram outras essências florais com propriedades curativas similares. E hoje temos também, os florais da Califórnia, do deserto do Arizona, do Himalaia, da Austrália. No Brasil temos os florais de Minas, de Saint Germain, Filhas de Gaia, Brasileiros, Astrológicos e Alquímicos, Florais do Nordeste, entre outros.

A OMS (Organização Mundial de Saúde) pesquisou os florais, de 1946 a 1976. Foram 30 anos de pesquisa antes de homologar a aprovação desse sistema terapêutico.

4º COMO UMA PESSOA PODE SE TRATAR COM A TERAPIA FLORAL E QUANDO ELA DEVE SER APLICADA?

Deve-se procurar um especialista em terapia floral. Abrir-se com ele e juntos definirem as metas pessoais, e os distúrbios a serem trabalhados e os florais mais indicados para cada situação. Em geral as essências devem ser tomadas por via sublingual, de 3 a 4 gotas, de 2 a 4 vezes por dia, dependendo do caso e do tipo de floral. Esta forma de terapia é indicada no tratamento de problemas de ordem emocional e psicossomática.

5º QUAIS OS RESULTADOS DESTA TERAPIA?

Um dos aspectos mais importantes desta terapia é o bem estar interno que ela proporciona. Sua atuação harmonizadora equilibra nossa energia interna e confere uma grande satisfação interior. Ao trabalhar nossos sentimentos mais desarmônicos, ela vai retirando os véus emocionais e conferindo gradativamente uma abertura progressiva de consciência em todos os níveis.

É importante considerar o depoimento de Joel Aleixo, sensitivo e terapeuta, criador do sistema floral brasileiro, astrológico e alquímico, (sendo este ultimo tipo de floral, capaz de agir em nível de memória genética):

"Se você tomou café da manhã, almoçou ou até jantou, o que o corpo fará com aquilo que não lhe interessa mais? Será eliminado pelos canais competentes, certo?! E a memória humana, como faz para que as mensagens nela gravadas sejam retiradas do corpo como os excrementos? Lembre-se de alguma coisa que você não gosta, ou mesmo de uma pessoa que você não tolera. Lembrou? Foi fácil? Pelo jeito essa informação continua dentro de você. Como sua memória vai se livrar das más lembranças? Quando qualquer informação gravada em nossa aura precisa ser retrabalhada, a memória a manda para o nível consciente em forma de lembrança. Se a pessoa não transforma esta lembrança, ou mesmo não a compreende e a mantém da mesma forma, a aura a manda para a medula, que se incube de descarregá-la no sistema de nervos que governa todos os nossos órgãos, músculos ou ossos. É aí, fatalmente, que aparece a doença, que nada mais é do que as questões mal resolvidas da memória sendo eliminadas. Durante os anos em que trabalhei fazendo leitura de auras, mergulhando na memória dos pacientes, pude ver claramente que as doenças não passam de descargas energéticas das lembranças pessoais. Hoje não acredito mais em doenças, e muito menos em tratamentos apenas a elas direcionados. É preciso curar o mal, aquilo que está gravado na mente do doente, e que o corpo está eliminando através dos órgãos, músculos ou ossos. A grande vantagem que os florais nos trazem é exatamente a capacidade de penetrar neste campo, de mergulhar no íntimo de cada ser que se propõe a reciclar suas experiências e vivenciar as que o impulsionam em direção a uma vida melhor". (Extraído do livro: Essências Florais Brasileiras - Joel Aleixo, páginas 32 e 33).

rubiapcarvalho@ig.com.br - rubiaprado@oi.com.br
fones: (81) 3224-5524 - (81)3224-6715 - (81)87416715